01/07/2011

Até onde vai o limite da dor?

O meu coração descompensado.
Ele as vezes vai lento e depois acelera.
E quando dói?
É um aperto forte e denso.
Olho pra cima. Vejo telhas no escuro.
E imagino se a cor da dor é escura ou pálida ou será cinza?
Eu tento a meses a fio colorir essa dor para abrandar o meu coração.
Mas, chega o momento que o limite da dor passa a descompensar o coração e a mente.
Para tratar desse limite é preciso decidir, corromper, extravasar ou melhor viver para que os limites dela não te enlouqueçam ou façam secar os rios de lágrimas das noites e dos dias.
E cada dia de meu deus penso até onde vão me levar esses limites da dor?
Porque eu a não quero mais. Porém ela ainda permanece aqui...
Quero apagar de vez essa dor! Colorindo -a ?

2 comentários:

Heitor Di Sant´Amarillo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Heitor Di Sant´Amarillo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.