22/02/2010

Des-ternura

Nessas vagas noites de bar
Encontro a des-ternura
A poesia não está mais lá
A ânsia por momentos leves também não está
Permanecer na des-ternura para compreendê-la
Para encontrar os sentimentos da ternura poética e da luta pacífica

3 comentários:

su. disse...

será mesmo que não estão?

Inaê disse...

Talvez seja pelo angulo que você está vendo...
talvez seja bem mais que des-ternura.

Aline Espíndola e Fabiana Carvalho disse...

a ternura é tão miúda... Mas está sim!