23/06/2010

Nesses sonhos de solidão

O dia vai passando.
E os sonhos. Que sonhos?
Sonhos não. Pesadelos.
Ou melhor sonhos da solidão;
Me atormentam.
Sonhos que não são reais.
Mas, parecem reais.
E você sempre está de alguma forma.
Não quero que esteja.
Quero que saia de mim.
Já desejei isso mil vezes.
Saia de mim.
Voltando ao sonho
Você veio e me afagou e falou palavras que sempre eu quis ouvir!
Acordo atormentada e não está lá.
Só encontro a solidão e o real ali do lado.
Não quero esses sonhos.
Quero estar bem com a minha solidão e sem você por perto.
Não pense em mim por favor. Porque sempre o seu pensamento vem me buscar.
E deixa naqueles escombros da minha casa.
Aquele amor
Aquele cheiro
Me deixa!


Parte de mim:
"Nosso amor foi tão belo quanto um pôr-do-sol das tardes amenas de inverno.
Lembro-me daquele dia , na praia, à sombra de uma pedra.
Eu deitado no teu colo, olhando para o mar. Ele me dizia algo imcompreensível naquele momento.
" A vida é fugaz"
E o que é nossa vida senão nossos amores!?
Eles vão e vêm (os amores) como as ondas daqule mar, naquela tarde...
Mas o mar não me falou da saudade!
Ela fica com a gente e não retorna jamais." (Autor conhecido e querendo ser esquecido)

2 comentários:

aL disse...

sonhos que atormentam.
ilusões que se encontram com a realidade e perturbam a mente, o corpo, a alma.. o ser!
é precisa coragem pra encarar o acordar desses tais pesadelos que insistem em acompanhar e não somente nas noites, mas quaalquer que seja o tempo que tiver oportunidade de se instalar, em ti.

calma.PAZciência!

s. disse...

Sonhos ou pesadelos, é melhor do que ter insônia. Acredite! u.u"